DOWN_TELAO clique aqui e faça o download 28.03.2013 – Missa da Ceia do Senhor

Missa da Quinta-feira Santa

Tema: A grandeza de Cristo está no serviço, que gera o amor!

 

(no altar já terão objetos que representam: Eucaristia, Sacerdote, e Serviço)

 

COMENTÁRIO INICIAL: Boa noite! Hoje se inicia o chamado tríduo pascal com a Solenidade da instituição da Eucaristia e do Sacerdócio. Onde Jesus nos ensina a vivenciar o amor fraterno, pelo lava-pés e pela comunhão eucarística, no seu Corpo e no seu Sangue.

A finalidade de Jesus com os gestos realizados na Última Ceia, na Quinta-feira Santa, era para impelir a cada cristão a fazer o mesmo.

Com muita humildade peçamos ao Espírito Santo de Deus, para que compreendamos o mistério no qual seremos inseridos por meio desta Santa Missa de hoje. Fiquemos todos de pé e acolhamos a equipe de celebração, cantando.

 

CANTO N. 01 (ENTRADA)

 

 

ACOLHIDA – (PADRE)

 

ATO PENITENCIAL

 

COMENTARISTA: O único e eterno Sacerdote, Jesus Cristo se compadece de nossas fraquezas, e nos anima a não pecar, pois ele mesmo foi provado em tudo em nossa condição humana, sem pecar. Aproximemos confiantes, do trono da graça, para alcançarmos a misericórdia de Deus pedindo perdão de nossas faltas, rezando:

 

CELEBRANTE: Senhor, que nos ama incondicionalmente, tende piedade de nós!

TODOS: Senhor tende piedade de nós!

CELEBRANTE: Cristo, Sacerdote do perdão, tende piedade de nós!

TODOS: Cristo tende piedade de nós!

CELEBRANTE: Senhor, que nos libertas pelo amor, tende piedade de nós!

TODOS: Senhor tende piedade de nós!

 

HINO DO GLÓRIA (cantado) – neste momento tocam as sinetas

 

CANTO N. 02 (GLÓRIA)

 

ORAÇÃO DA COLETA (página 247)

 

COMENTÁRIO DOS SANTOS ÓLEOS

 

COMENTARISTA: (Provavelmente antes  ou no dia anterior foi) celebrada a Missa do Santo Crisma, na qual o senhor Bispo Diocesano, além de abençoar os santos óleos dos catecúmenos, dos enfermos e do crisma, que serão usados nas celebrações dos Sacramentos durante este ano, acolheu também a renovação das promessas sacerdotais dos presbíteros da nossa diocese. Neste momento serão entronizados no altar da nossa Igreja os Santos óleos. Acompanhemos este sagrado Rito em silêncio e oração:

 

(após cada comentário o óleo entra ao som de um fundo musical, solenemente!)

 

O ÓLEO DOS CATECÚMENOS: que significa a libertação do poder do Mal. Este óleo que penetra o peito do Catecúmeno comunica-lhe a força de Deus, libertando-o e preparando-o para o nascimento pela água e pelo Espírito Santo.

 

O ÓLEO DOS ENFERMOS: que significa a força de Deus nos momentos de provação pela doença. Este óleo fortalece a pessoa do doente que enfrenta a dor e o sofrimento, principalmente em situações muito prolongadas.    

                  

O ÓLEO DO CRISMA: que significa a plenitude do Espírito Santo. Este óleo insere o cristão na missão de Cristo como sacerdote, profeta e rei, revelando que o Cristão deve irradiar “o bom perfume de Cristo”;

 

(Após a entrada do último óleo e sua colocação sobre o altar o comentarista continua:)

 

                                   LITURGIA DA PALAVRA

 

COMENTÁRIO PARA TODAS AS LEITURAS: Nas leituras de hoje nos aprofundaremos na Instituição da Sagrada Eucaristia e no anúncio do novo mandamento, o do amor. Escutemos de coração aberto o que Deus nos falará nas Sagradas Escrituras fazendo um profundo silêncio.

 

1ª LEITURA: Ex 12, 1 – 8. 11 – 14

 

SALMO RESPONSORIAL 115

 

REFRÃO: O cálice por nós abençoado é a nossa comunhão com o sangue do Senhor!

 

2ª LEITURA: 1Cor 11, 23 – 26

 

COMENTÁRIO DO EVANGELHO: Alegremo-nos, pois Jesus quer viver a sua última ceia com cada um de nós, fiquemos em pé e aclamemos o Santo Evangelho, cantando.

 

CANTO N. 03 (ACLAMAÇÃO EVANGELHO)

 

 

EVANGELHO: Jo 13,1 – 15

 

LAVA PÉS

 (ATENÇÃO: comentarista e canto, durante a pequena encenação, quando o padre se posicionar para lavar os pés dos apóstolos, a equipe de canto começa a cantar um canto que tenha o tema voltado para o lava pés.)

 

CANTO N. 04 (LAVAPÉS)

 

 

HOMILIA

 

Omite-se a Profissão de Fé neste dia

 

 

ORAÇÃO DA ASSEMBLÉIA

 

CELEBRANTE: Jesus nos ensina que não há verdadeira eucaristia onde não se vive o amor fraterno. Confiantes vamos elevar as nossas preces ao Senhor nosso Deus, dizendo:

 

TODOS: Senhor, dai-nos o dom do serviço!

 

1-    Senhor, fortalecei o Papa Francisco, nosso bispo Dom Fernando e os padres de nossa Diocese, para que, como Cristo, sejam exemplo de doação e humildade, e estejam sempre a serviço dos irmãos. Nós vos pedimos.

2-    Senhor, sustentai todas as comunidades que celebram o memorial da Ceia de Jesus, para que sejam testemunhas do vosso imenso amor. Nós vos pedimos.

3-    Senhor, abençoai todos os ministros extraordinários da distribuição da sagrada comunhão, os coroinhas, equipes de serviços e pastorais de nossa comunidade, para que exerçam com amor e alegria o seu ministério na sagrada liturgia. Nós vos pedimos.

 

LITURGIA EUCARÍSTICA

 

COMENTÁRIO DO OFERTÓRIO: Podemos sentar.

Nesta noite memorável, Cristo em gesto de doação e humildade, lava os pés dos discípulos, nos ensinando o mandamento do amor fraterno.

Vamos receber no altar do Senhor alguns símbolos que estavam presentes na última ceia que Jesus vivenciou com os apóstolos seguindo a tradição judaica. São eles:

O Cordeiro Pascal: Lembrava a proteção, o livramento dos primogênitos da casa dos filhos de Israel, quando cada família israelita aspergiu o sangue do cordeiro nas ombreiras e na verga da porta. Era uma lembrança e uma comemoração deste maravilhoso livramento (ver Êx 12).

Os Pães Asmos: Lembravam a saída urgente de Israel da terra do Egito. Esses pães ázimos também representavam a separação entre os israelitas redimidos e o Egito. Também chamado de «pão de aflição», que representava os sofrimentos dos filhos de Israel (Êx 12.15,34,39, Deut 16.3).

Água Salgada: Lembrava as lágrimas salgadas derramadas pelos israelitas durante os seus 400 anos de escravidão no Egito.

Ervas Amargas: (hb marór): Lembravam as amarguras da escravidão no Egito (Núm 9.11).

A Sopa de Frutas: (hb charoshet): Lembrava a massa de tijolos que os filhos de Israel tinham de preparar na terra do Egito (Êx 5.6-19).

Quatro Cálices (copos) de Vinho misturados com água: Lembravam as «quatro promessas» de Êxodo 6.6,7.

Ofertemos juntamente, o trigo e o pão, a uva e vinho, símbolos da nova e eterna aliança selada por Cristo no madeiro da cruz.

Sejamos solidários para com os nossos irmãos necessitados e abramos as nossas mãos para ajudar depositando aos pés do altar as nossas ofertas e nosso gesto concreto desta quaresma para nossos irmãos mais necessitados como também a coleta da Campanha da Fraternidade. Cantando…

 

CANTO N. 05 (OFERTÓRIO)

 

PREFÁCIO: Eucaristia, sacrifício e sacramento de Cristo – pag 439

ORAÇÃO EUCARISTICA III (página 482)

CANTO N. 06 SANTO (cantado)

 

RITO DA COMUNHÃO – página 500 – Pai nosso (rezado)

 

ORAÇÃO PELA PAZ / Não se tem o abraço da Paz

 

CANTO N. 07 CORDEIRO (cantado)

 

COMENTÁRIO DA COMUNHÃO: Na eucaristia, Jesus atualiza, permanentemente, o lava-pés e se coloca a serviço da nossa salvação. Todos aqueles que estão preparados para receber o corpo e sangue de Cristo aproximem-se da comunhão, cantando…

 

AÇÃO DE GRAÇAS: Vamos agradecer a Deus pelo presente de amor que Ele nos deixou através da Eucaristia, do Sacerdócio e do Serviço ao irmão. (silêncio).

 

CANTO N. 08 (FUNDO MUSICAL) fundo musical bem suave

 

ORAÇÃO PÓS-COMUNHÃO: (presidente da celebração)

 

 

AVISOS PAROQUIAIS:

 

 

TRANSLADAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO E DESNUDAÇÃO DO ALTAR

 

(Se a comunidade estiver agitada o comentarista convida-a ficar em silêncio e permanecer em seus lugares. Aguarda o Celebrante, juntamente com os ministros e coroinhas se posicionarem em frente ao altar em procissão, após isso acontecer faz o comentário abaixo:)

 

COMENTÁRIO: Chegamos ao momento em que levaremos Jesus ao Horto, onde durante toda à noite e o dia de amanhã, ele ficará. Pedimos que todos permaneçam em clima de oração e com muito respeito, fiquem em seus lugares.

Prestemos atenção para as seguintes instruções: Esperem toda a procissão com o celebrante e os ministros passarem. Durante a procissão de Jesus Eucarístico ocorre a desnudação do altar.

Este rito tem a finalidade de retirar da Igreja todas às manifestações de Alegria e Festa presentes até este momento, manifestando um grande e respeitoso silêncio pela Paixão e Morte de Jesus que a Igreja faz memória.

Prestemos muita atenção e após a desnudação do altar toda a assembléia deve seguir atrás da procissão pelo corredor central, sigam as orientações da pastoral da Liturgia e da equipe de apoio.

Em profundo silêncio vamos viver este momento com intensidade. Todos estão convidados a vigiar com Jesus no horto até às 7h da manhã. Contamos com a presença de todos…

 

CANTO N. 09

 

CANTO PARA SAÍDA DE JESUS – BEM SUAVE SEM MUITOS INSTRUMENTOS MUSICAIS

 

“A Eucaristia é colocada no horto. Após alguns momentos de adoração silenciosa, o sacerdote e os ministros se retiram. Os fiéis são convidados a adorarem o Santíssimo Sacramento durante toda a madrugada de quinta para sexta-feira Santa, cada pastoral da paróquia estará responsável por conduzir uma hora de adoração, segundo a escala que está no quadro de avisos.”